InícioSetoresMineração

Mineração

Bombas de lodo para serviço pesado em minas

As bombas peristálticas Verderflex são a primeira opção para minas do mundo todo, proporcionando desempenho inigualável em um ambiente difícil e inflexível.

Lodos de mineração abrasivos apresentam teor de mais de 80% de sólidos de tamanho submícron com GEs superiores a 2,0. Somente bombas de mangueira podem bombear fluidos com essa densidade e manter altos níveis de disponibilidade da planta — ao contrário das bombas centrífugas, que ficam inativas frequentemente e não conseguem bombear lodos de alto SG, prejudicando o desempenho da planta.

Além disso, é possível usar bombas de mangueira reversíveis para eliminar afogamentos na linha de subfluxo de espessante.

Nas galerias de dosagem, a variabilidade dos reagentes corrosivos causa entupimento nas bombas de diafragma, aumentando a utilização de produtos químicos e reduzindo as eficiências da planta, ao passo que as bombas de cavidade progressiva apresentam problemas de estatores queimados, pois podem funcionar a seco. Isso fez com que as bombas peristálticas fossem especificadas em células de flutuação, plantas de retratamento de rejeitos e minerais primários e instalações de lixiviação em pilha do mundo todo.

A mangueira de borracha pode bombear lodos que contêm:

  • Pirita
  • Concentrado de cobre
  • Urânio
  • Níquel
  • Cobalto
  • Prata
  • Platina
  • Cromo
  • Concentrado de ouro

As bombas peristálticas de mangueira têm muitas aplicações na mina:

  • Transferência de lodo
  • Recirculação do subfluxo de espessante
  • Dosagem de reagentes
  • Flutuação de espuma
  • Processamento de cianeto

A Verderflex VF125 é a maior bomba de mangueira de alta pressão do mundo e pode bombear lodos de alto SG a mais de 60m³/hora ou 260 GPM. A Verderflex VF125 e a VF100 são ideais para os serviços mais pesados, como circular o lodo e o subfluxo de espessante.