InícioSetoresÁgua e água de resíduosA tecnologia peristáltica substitui a bomba submersível

A tecnologia peristáltica substitui a bomba submersível

A Verder Inc., parceiro das bombas peristálticas Verderflex nos Estados Unidos, conseguiu usar seu conhecimento para superar problemas persistentes na planta de tratamento de água e água de resíduos da Carolina do Norte.

A confiável bomba peristáltica, muitas vezes menosprezada, provou novamente o seu valor na planta de tratamento de água de Coddle Creek, eliminando os resultados mistos obtidos anteriormente há alguns anos, com o uso de uma bomba submersível que dosava o carvão ativado em pó (CAP) a partir de um poço molhado. Após a falha de mais de três bombas submersíveis em pouco mais de um ano, a gerência de manutenção e operações procurou uma alternativa.

O problema era a localização da bomba: na sala de bombas, 8 metros acima do fundo do poço. Além disso, a bomba também teria que resistir à abrasividade do CAP. Sendo assim, a planta procurou a Verder GPM para ajudar a encontrar uma solução.

Lance LeBrun, gerente regional de vendas da Verder Inc. para as Carolinas, reconheceu que a melhor bomba para o trabalho seria uma bomba peristáltica Verderflex. Nas bombas peristálticas, o produto transferido fica completamente contido na mangueira ou no tubo. Em seguida, a mangueira é comprimida e o produto é empurrado por um rotor giratório. Quando a mangueira se recupera, o vácuo resultante puxa mais produto. O processo simples, mas altamente efetivo,  tem como resultado uma bomba com alta precisão de dosagem, grande altura de sucção e baixo custo de manutenção. Já que o fluido fica totalmente contido na mangueira reforçada, não há possibilidade de entupimento de peças — a única peça de desgaste é a própria mangueira de vida longa, cuja troca é rápida e fácil, minimizando o tempo de inatividade.

Usando um controlador de ritmo do fluxo, a bomba de mangueira Verderflex pode transferir e dosar fluxos variáveis de acordo com a demanda da planta. Pela própria característica dessas bombas, elas podem bombear suavemente suspensões abrasivas, como CAP e lodos de calcário sem nenhuma válvula de retenção.

Devido à vazão, as pressões de sucção e descarga necessárias, a Verder GPM escolheu a bomba de mangueira Verderflex VF15, com sua mangueira de borracha natural com 15 mm de diâmetro. A VF15 pode fornecer vazões de curto prazo de até 600 litros/hora e fluxos contínuos de 375 litros/hora a pressões de até 12 Bar. O uso do rotor de alta pressão e a tecnologia de mangueira reforçada, exclusiva da Verderflex geram uma altura de sucção excelente e gerencia com facilidade a altura necessária de 8 metros.

A bomba Verderflex VF15 foi instalada há mais de um ano e agora a planta opera 3.700 com a mesma mangueira sem problemas.

A Verderflex fabrica uma linha ampla de bombas peristálticas para várias aplicações de processo, de pequenas bombas de tubo personalizadas, utilizadas em equipamentos de OEM, até a VF125, a maior bomba peristáltica de mangueira de alta pressão do mundo, e as bombas de tubo Smart, controladas por SCADA, que dosam os produtos químicos do processo de forma precisa e consistente.

Em épocas de crise econômica, os clientes procuram cada vez mais soluções projetadas que são confiáveis e possuem baixo custo de propriedade, em vez de alternativas mais baratas, mas com manutenção alta. Estudos recentes indicam que os clientes usarão cada vez mais a tecnologia peristáltica no futuro. A Verder Inc. e a Verderflex entendem os benefícios que as bombas peristálticas de mangueira e tubo oferecem e fornecem uma linha ampla de produtos para praticamente todas as aplicações.